O Bolo de Banana, que andava a namorar

Este video, que hoje partilho convosco, foi-me sugerido por uma amiga, Alba Calvo, que vive em terras de Espanha. 





Bolo de Banana

Já fazia algum tempo que andava a namorar este bolo e hoje foi o dia!

A receita que a Ilidia o adaptou foi a da Martha Stuart. Obrigada por esta sugestão, Ilídia, hoje o café vai saber melhor!

Experimentem e digam se não tenho razão :)




Ingredientes:
2 chávenas de farinha
1 1/2 colher (de chá) de fermento para bolos
1 colher (de chá) de bicarbonato
3/4 colher (de chá) de sal
3/4 chávena de açúcar
1/2 chávena de manteiga derretida
1/2 chávena de leite
2 ovos (separei as gemas das claras)
1 colher (de chá) de extrato de baunilha
2 bananas bem maduras (as minhas já estavam castanhas)
Açúcar mascavado escuro para polvilhar o bolo


Preparação:
Aquecer o forno a 180 graus. 
Numa tigela grande, misturar a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e o açúcar. Acrescentar a manteiga derretida e mexer, até esta estar bem incorporada. Juntar metade do leite e mexer.
Numa tigela à parte, misturar o restante leite com os ovos (separei as gemas das clara e bati em castelo estas últimas - as claras em castelo foi o última coisa a entrar na tigela e foram envolvidas no preparado) e juntar à mistura anterior, bem como a baunilha e as bananas esmagadas. 
Forrar uma forma de bolo inglês com papel vegetal (ou untá-la e enfarinhá-la), colocar a mistura, polvilhar com açúcar mascavado e levar ao forno, cerca de 35 a 40 minutos (fazer o teste do palito: espetar um palito no centro do bolo; quando este sair seco, o bolo está cozido). Deixar arrefecer e desenformar. 

Blueberry-brown sugar plain cake

Já faz tanto tempo que não venho aqui para partilhar convosco as minhas experiências. Desta vez tinha dois motivos de peso: o Grupo da Dorie tinha lançado outro desafio e o resultado só poderia ser oferecido à Rita.

O problema é que não o fotografei, depois de o cortar… valeu-me o telemóvel!



Blueberry-brown sugar plain cake 
(p.36 traduzida por Susana Figueiredo)

1 1/3 chávenas de farinha
2 colheres de chá de fermento
1/2 colher de chá de canela (opcional)
1/8 de colher de chá + 1 pitada de sal
2 ovos grandes, separados
115 gramas de manteiga sem sal, à temperatura ambiente
1 chávena rasa de açúcar mascavado
1/2 chávena de leite gordo
450 gramas de mirtílios, de preferência frescos (se for dos congelados, não descongelar) - eu usei frescos
Açúcar em pó para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 190ºC e centrar a grade. 
Untar generosamente com manteiga uma forma rectangular de 18x28 cm (pode ser um pyrex). 
Peneirar em simultâneo a farinha, o fermento, a canela e 1/8 colher de chá de sal. 
Numa batedeira de pé ou com uma batedeira manual, com as pás para claras, bater as claras em castelo com uma pitada de sal. Se se usar uma batedeira de pé, mudar as claras para uma taça limpa. 
Mudar as pás para as de massa e bater o açúcar com a manteiga na velocidade média até ficarem creme. Juntar as gemas e bater por mais dois minutos. 
Reduzir a velocidade e acrescentar metade dos ingredientes secos, depois o leite e por fim o resto dos ingredientes secos, fazendo cada adição assim que a anterior esteja incorporada.
Com uma espátula de borracha, misturar cerca de 1/4 das claras em castelo, de modo a deixar a massa mais leve. Envolver gentilmente o resto das claras e, por último, os mirtílios.
Deitar a massa no tabuleiro untado e levar ao forno durante 35-40 minutos, ou até estar dourado e cozido por dentro. Deixar arrefecer no tabuleiro durante 30 minutos. Desenformar, polvilhar com açúcar em pó e servir morno.
Pode servir-se cortado em quadrados, simples ou com doce de mirtílio, nata azeda ou crème fraîche. Aguenta 3 dias se bem embrulhado ou 2 meses se congelado.



Gelado de pêssego

Ainda  agora estava a ler o comentário da Lenita ao meu post da pescada pescada na minha marmita e estava a pensar que preguiça é pouco, pelo lado que me toca!
Na verdade também tenho andado muito atarefada com o L de linfa e tenho descorado a cozinha, peço desculpa por isso. 
Mas... a Martha Stewart inspirou-me com este gelado que tem a vantagem de não ser necessário a máquina de gelado (nem de se mexer qdo ainda não está congelado)

Gelado de Pêssego

Fiz uma dose reduzida utilizei apenas:

  • 1 lata de leite condensado
  • 3 pêssegos médios/grande maduros



Preparação  
  1. descascar os pêssegos e retirar o caroço
  2. colocar os pêssegos numa liquidificadora e adicionar o leite condensado
  3. colocar a mistura num recipiente e levar ao congelador para solidicar
  4. saborear com prazer

Pescada na minha marmita

"Não sobrecarregue o hoje com os arrependimentos de ontem, nem o estrague com os problemas de amanhã." 
 Max Lucado


Desculpem, tenho estado ausente... poderia encontrar mil e uma desculpas mas não o irei fazer!

Ontem ao prepara a minha marmita decidi que tinha de fazer um esforço (eu estou a dizer esforço, não estou a dizer sacrifico) e fotografar a minha marmita de hoje, já que o cheirinho inundava as minhas narinas.

Hoje leve para o meu almoço, para além da salada e da frutinha, pescada no forno.

A receita não foi extraída dos meus muitos livros, preguicei e não me apeteceu!

mas com:
  • Pescada (duas postas, para que sobre para outra refeição)
  • batatas de olho de perdiz (três)
  • alho francês (apenas dois dedos da parte branca)
  • cebola (uma)
  • courgette (1/2)
  • azeite
  • 125ml de natas
  • sal
  • louro (uma folhinha)
fiz assim:
  1. Cortei em rodelas finas a cebola, a corgette, o alho e o alho francês. Juntei uma pitada de sal e azeite e levei ao lume até alourar
  2. Cozi a pescada, juntamente com as batatas e um pouco de sal
  3. Quando as batatas e a pescada já estavam cozidas escorri a água e parti as batatas em cubinhos. Libertei a pescada das espinhas.
  4. num tabuleiro coloquei as batas, a pescada em pedaços e, por cima o preparado resultante do ponto um
  5. reguei com o pacote de natas e levei ao forno
  6. o cheiro é delicioso...
Acho que a minha marmita via estar de chorar por mais (mas não posso... é que logo tenho Pilates Clinico e não convêm ir de barriguita cheia J J JJ J J




frango, na minha marmita





Frango, na minha marmita

Ando sem tempo para o que quer que seja por isso, ontem à noite, temperei uma perna de frango para poder levar amanhã na minha marmita. Aqui fica a forma como fiz e também o video que podem ver, acima.
Espero que gostem

ingredientes
  • 1 coxa de frango
  • 2 dentes de alho muito picado
  • 2 rodelas de limão
  • 1 raminho de salsa
  • 1 colher de sobremesa de mel
  • sal
  • pimenta
  • 1 colher de chá de margarina
  • 1 colher de sopa de azeite




preparação
  1. deixei temperado de um dia para o outro com: alho, limão, salsa, pimenta e sal
  2. coloquei no tacho, com a margarina e o azeite e deixei em lume muito baixinho (não tapei totalmente o tacho)
  3. quando estava quase pronto juntei o mel e deixei a apurar um pouco mais
acho que a minha marmita vai ser deliciosa, basta sentir o cheirinho!!

Bolo de abóbora da Belina

a ilha da Belina, vista pela sua câmara fotográfica

Quem conhece a Belina sabe que pode encontrar excelentes sugestões no seu blog.
Quando vi este bolo decidi de imediato que não poderia deixar de o saborear, mesmo não tendo Bimby e tendo decidido que não iria fazer a cobertura!

Fiz assim, o

Bolo de abóbora da Belina:


Ingredientes:

  • 300 g de abóbora menina sem casca e aos pedaços (ralei)
  • 200 g de maçã cortada aos quartos sem caroço (já com o bolo no forno, olhei para a bancada e...esqueci-me de colocar!!!)
  • 150 g de flocos de aveia
  • 100 g de passas de uva (amoleci em vinho do Porto)
  • 1 c. de chá de canela em pó
  • 1/2 c. de chá de nos moscada, moída
  • 1 pitada de cravinho em pó
  • 380 g de açúcar amarelo
  • 5 ovos
  • 150 g de óleo 
  • 200 g de farinha
  • 1 c. de chá de bicarbonato de sódio



Preparação
  1. misturar as gemas com o açúcar
  2. juntar o óleo e mexer
  3. acrescentar os restantes ingredientes mexendo bem
  4. bater as claras em castelo bem firme e adicionar
  5. levar ao forno e testar, com a técnica do palito se está pronto
Uma verdadeira maravilha, digo eu e todos o que o provaram!




Lasanha de vitela com cogumelos



Hoje a minha dona está um pouco atarefada e triste, por isso resolvi saltar para a cozinha e pensar o que deveria fazer para  a alegrar.
agarrei num pacote de lasanha e... resolvi ver a sugestão da embalagem... decidi de imediato que lhe faria uma Lasanha de vitela com cogumelos, tanto mais que havia todos os ingredientes cá por casa.

Fiquei muito contente porque ela saboreou o meu cozinhado, e sorriu quando lhe coloquei o video que os Sijben lhe tinham envido, afinal os amigos são para isso mesmo, para nos fazer sorrir quando estamos a necessitar.





Lasanha de Vitela com cogumelos

ingredientes
  • 250g de massa de lasanha
  • 650g de carne picada
  • 250g de cogumelos laminados
  • 2 dentes de alho picado
  • 100g de cebola picada
  • 80g de bacon picado 
  • 0,5dl de polpa de tomate
  • 0,5dl de azeite virgem
  • 0,5 dl de molho bechamel
  • qb sal
  • qb pimenta moida
preparação
  1. coloque o bacon em azeite quente e deixe cozinhar um pouco
  2. junte o alho, a cebola e a carne e deixe cozinhar.
  3. refresque com vinho branco, junte os cogumelos e a polpa de tomate e deixe apurar
  4. tempere com sal e pimenta
  5. disponha a lasanha em camadas alternadas, por esta ordem: massa, carne e molho bechamel (repita o processo terminando com a massa
  6. Polvilhe com queijo da ilha ralado
  7. leve ao forno em tabuleiro tapado (180ºC 50minutos)
  8. Pode-se perfumar com poejo, antes de servir, mas isso eu não fiz




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...